top of page
Buscar

COMO ESTUDAR XADREZ? – Parte 4

COMO ESTUDAR CORRETAMENTE O XADREZ E EVOLUIR?


4. Como os modernos treinadores estão treinando os novos enxadristas em países de primeiro mundo:


Além de usarem programas de computador, para acelerar a aprendizagem de seus pupilos, serei sincero aqui, os modernos treinadores já não estão mais esperando que seus pupilos estudem primeiro um livro de finais, depois um de tática, depois um de estratégia… Para pô-los a jogar seus primeiros torneios, imediatamente. Ou seja, no xadrez moderno, o estudante estuda e já começa a jogar, pois a prática em torneios é tão importante quanto o estudo teórico.

Livros como Ajedrez conceptual, do GM Johan Hellsten e  Nunca olvides que… tienes un rival en frente, Mark Dvoretsky propõem um novo enfoque. Eu os chamo de “livros de posições de xadrez”, vou explicar o que é isso para que o leigo entenda: há quem diga que modernamente, um forte jogador de xadrez não se torna mestre ou grande mestre simplesmente estudando livros de estratégia ou tática. Precisa estudar livros de posições de xadrez. Ou seja, são diversos diagramas, às vezes a partir de uma posição complexa de meio jogo, em que o estudante precisa analisar quais os planos que um determinado jogador possui, ante a posição apresentada, bem como quais as melhores opções de jogadas. Há quem diga que ao estudar essas posições adquire-se um padrão de memorização de posições no xadrez, sendo que o jogador passa a ser capaz de jogar posições semelhantes quase que mecanicamente ao tabuleiro. Dizem que para chegar a mestre, precisamos ter estudado cerca de 10.000 diagramas! Já para se chegar a grande mestre, algo em torno de 25.000 diagramas.

Perdoem-me ser prolixo, mas é por uma boa causa, pois preciso fazer uma importante observação: os modernos treinadores, que por sua vez escrevem modernos livros, misturam diversos diagramas em seus livros, sendo diagramas de finais, de tática, de estratégia. Ou seja, este livro e o anterior são exemplos dessa nova forma de se treinar para o xadrez. Penso eu que esse novo meio de apresentar temas enxadrísticos nasceu com aquele livro do Polgar. Já não vemos mais, e serei sincero nisso, estudantes de primeiro mundo, estudando o xadrez por etapas como primeiro só os finais, depois os diagramas de tática, depois… Não! Seus treinadores usam livros assim, com posições diversificadas BEM COMO PROGRAMAS DE COMPUTADOR e já tratam de passar aos seus pupilos alguns esquemas de aberturas, para que se defendam em torneios e tenham bons resultados imediatos.

Os modernos enxadristas, grandes mestres da atualidade já não estão mais seguindo aquelas regras rígidas da antiga estratégia de Steinitz. Preferem a análise de um grande número de posições e dão mais valor a análise da posição prática, do que às leis da antiga estratégia. Um estudo atento do livro Segredos da Moderna Estratégia de Xadrez, de John Watson, lhes mostrará isso.

Recomendo vivamente o estudo do livro El camino a la maestria, do Mestre Alberto Barreras García, para o principiante! Pois esse livro possui 25 capítulos e 585 páginas, contendo em cada capítulo um pouco de aberturas, um pouco de táticas, um pouco de estratégia. É para ser estudado um capítulo por semana. Ao prazo de um ano, o estudante terá avançado 200 pontos de rating ELO (segundo o autor prometeu).

3 visualizações0 comentário

Comentários